//
você está lendo...
Pensamentos

Com frio na barriga!

O outono chegou e temos que começar a nos ajustar a nova rotina. Com as estações do ano muito bem definidas, existem programas de verão e de inverno.

Fiquei tentando lembrar o que deixamos de fazer no Brasil por causa do clima. Claro que no verão, o destino é praia, toma-se mais sorvete, vai ao parque… Mas não me lembro que estas mesmas coisas seriam estranhas durante o inverno.

Viver aqui é tão regrado que até essas coisas, os passeios fora de época, não funcionam. E nem têm como funcionar.

Há uma sorveteria da região, Woodside Farm Cremery, que estava toda orgulhosa de anunciar que ficaria aberta até o Thanksgiving. Fiquei pensando nisso tudo  e confesso que começou a me dar uma certa agonia e entender o porquê as pessoas aqui exageram logo ao despontar as primeiras flores.

Vamos entrar num período indoor, que se tornará insuportável qualquer atividade que tenha que colocar o nariz para fora de casa. Ainda lembro do ano que chegamos e o telefone tocava antes das 6:00hs da manhã para avisar que devido a nevasca a escola ia abrir mais tarde ou não ter aula. Foram pelo menos umas cinco vezes.

Mas cada coisa a seu tempo. O outono é de longe a estação mais linda por aqui. Dias ensolarados, com temperaturas amenas e uma paisagem maravilhosa. Com a grande vantagem de ser uma estação “menos alérgica” que a primavera.

Como é a época da colheita, as decorações também seguem a temática. Tudo nos tons alaranjados e nas variações do marrom. Abóboras para todos os lados. Na decoração, nas velas, doces, salgados. Qualquer coisa. Isso tudo só é quebrado pelo preto e roxo do Halloween que se mistura nas gôndolas.

Nunca tinha prestado tanta atenção nas estações do ano, na temperatura e nas atividades de cada época. Sabe que as coisas se tornam especiais quando não estão sempre disponíveis?

Com a casa climatizada o ano todo, a primeira coisa que faço quando acordo é ver como vai ser a temperatura ao longo do dia. Parece frescura, mas não é. Se vai chover, se vai nevar, se vai ser muito seco, se há muito polém no ar. A informação existe e é de fato usada para pautar e planejar as coisas por aqui.

Agora entendo porque a pobre da formiguinha tinha que trabalhar o verão todo para colher comida para o inverno ou porque existem pessoas que colocam chinelo com moletom num dia ensolarado de 14oC.

Quando alguma coisa não está sempre disponível, damos mais valor.

Anúncios

Sobre Hearts and Minds

Avessa a mudanças, tive a grata surpresa de descobrir que tudo pode mudar. Menos as coisas mais importantes da vida. Porque aquilo que não toca no coração, não fica na mente.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

E em 140 caracteres

%d blogueiros gostam disto: