//
você está lendo...
Diferenças Culturais

Gafes Culturais – Verão

Vivendo no Brasil, onde estamos acostumados com temperaturas altas o ano todo, curtimos praia e, principalmente, não temos frescuras, não dá para imaginar o que a aparição do astro rei faz sobre as pessoas.

No nordeste americano, o inverno é muito rigoroso. Mas o calor também é bastante quente, se tornando insuportável muitas vezes. Acabei descobrindo que fico com preguiça de sair de casa porque faz muito frio e porque faz muito sol. Ano passado, chegamos aos 40˚C mais de um dia e os outros ficaram entre 34˚C e 37˚C.

Em meados de março, o frio começa a dar uma trégua e conseguimos ficar na faixa dos 12˚C. Para quem conviveu com -10˚C até o dia anterior, 12˚C com sol é praticamente verão. O que acontece? A mulherada saca suas sandálias do armário e já deixa de fora as unhas coloridas. Lá para maio que a temperatura firmou nos 20˚C, começam a aparecer os vestidos e bermudas. Só que para meu espanto os homens usam sandálias e bermudas para trabalhar. Sei que vai parecer estranho o meu espanto mas imagine deixar os filhos na escola e o financeiro que está na porta recebendo as crianças está com sua sandália fransciscana e bermudão…

Mas sem dúvida, o melhor de tudo acontece em volta da piscina. O modelito das mulheres em geral são duas peças que estão longe de ser chamados de biquini. Não digo nem pelo corte mas pelo saiote que vai por cima e pelo top que é uma blusa. São raras as mulheres que usam biquini mesmo. Já para os homens, sunga aqui é caracterizado como coisa ou de nadador profissional ou de homossexual. Tanto que sunga é conhecida como “speedo” e os nadadores em geral usam a versão bermuda ciclista para nadar. A regra é bermuda na piscina. Não existe sunga para vender a não ser em loja de esportes nas cores preta e azul.

A primeira vez que coloquei biquini aqui, fomos para praia no feriado do Memorial Day, praticamente um ano atrás. Lembro a minha agonia, sentada o tempo todo para não levantar porque me sentia pelada com meu biquini do Brasil. Não, não era fio dental, asa delta ou qualquer outro modelo cavado por motivos óbvios. Sempre usei sunquini super comportado mas que aqui parecia que eu era uma “Chacrete”.

Sobrevivi. Sobrevivemos. E mais um verão se aproxima. Vamos ver o que nos aguarda…

Anúncios

Sobre Hearts and Minds

Avessa a mudanças, tive a grata surpresa de descobrir que tudo pode mudar. Menos as coisas mais importantes da vida. Porque aquilo que não toca no coração, não fica na mente.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

E em 140 caracteres

%d blogueiros gostam disto: