//
você está lendo...
Diferenças Culturais

Gafes Culturais – Aniversário 2

Não importa. Quem tem filho vai ter sempre que aceitar sua condição de frequentador de festas infantis. Eu pelo menos, tenho a grata experiência de viver momentos surreais nas que tenho ido.

Mesmo calejada com festas de aniversário, essa trouxe um componente de tensão especial: a piscina! Mais precisamente ainda, 45 minutos de piscina. Os quais me deixaram imensamente desconfortáveis um mês antes.

Usuária de biquíni e de biquíni brasileiro, entrei num dos maiores dilemas. Não se trata de frescura. Ser estrangeiro aqui, é mais ou menos como ser um bicho no zoológico. As pessoas olham tudo e comentam. Claro, além da fama pré concebida do nosso povo – que tristemente às vezes só corrobora para isso. Mas por outro lado, existe a questão do amor próprio. Explico. Existem basicamente os modelos super sexies de maiôs e biquínis, e os tradicionais. E dentro dessas categorias existem os biquínis, os maiôs e “duas peças” – que é uma camiseta com a tanga, às vezes acompanhada de um saiote.

Os modelos sexies são algo como os trajes de uma rainha da bateria fazendo ponto. Já os tradicionais, são como o que a minha avó usou na lua de mel em Santos. Não existe meio termo. Impossível achar algo razoável, agravado pelo fato das modelagens serem horrorosas. Não por serem grandes – porque eu uso modelo sunquíni – mas porque são enormes e o tecido externo da peça é maior que o forro, parecendo que você fez cocô quando entra na água.

Cheguei ao desespero de procurar não só aqui, mas escalar uma amiga no Brasil para comprar um maiô e mandar para mim. A grande descoberta é que os sites das marcas e varejistas brasileiros não estão a fim de vender os produtos, principalmente no mês de maio.

A solução foi colocar meu maiô de hidro que tem aproximadamente 4 anos e rezar para a Helena não se afogar.

Para minha alegria (?!), as mães que acompanhavam as crianças ficaram todas de roupa (oi?) à beira da piscina e ninguém estava com cara de que iria entrar para socorrer o filho.

Tudo bem cronometrado, passado os 45 minutos de pura alegria, era hora do parabéns. Pizza, fruta e um bolo mais colorido que a Sapucaí… vocês já conhecem o desfecho.

 

Anúncios

Sobre Hearts and Minds

Avessa a mudanças, tive a grata surpresa de descobrir que tudo pode mudar. Menos as coisas mais importantes da vida. Porque aquilo que não toca no coração, não fica na mente.

Discussão

2 comentários sobre “Gafes Culturais – Aniversário 2

  1. Este não é um ponto de diferenças culturas apenas. Também há o problema de ir à festas “temáticas” sem saber nada do tema…ou de ter que entrar em alguma brincadeira idiota só porque os pais “acham divertido”….isso acontece bastante! Uma das (poucas) coisas boas de se operar um joelho é poder dizer sempre: “putz ADORARIA fazer isso mas, infelizmente, o médico não deixa porque operei o joelho”….como entrar naqueles brinquedos de buffet que são 1/3 do meu tamanho e aguentam 1/2 do meu peso kkkk

    Publicado por Rafa | julho 31, 2012, 10:58 am

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

E em 140 caracteres

%d blogueiros gostam disto: