//
você está lendo...
Dicas

Uma viagem de Ação de Graças – Jamestown e Williamsburg, VA

Os feriados nos EUA são bastante diferentes quando comparados com os do Brasil. Não tem tantos e, em geral, não estão ligados a nenhuma religião e sim, fatos do país. Nem mesmo o dia do trabalho é o mesmo, aqui ele é comemorado em setembro. Outra coisa bastante interessante é que, não importa que dia da semana caia, ele vai ser comemorado ou numa segunda ou numa sexta feira. Afinal, tempo é dinheiro.

Uma das comemorações mais importantes é o Thanksgiving – Dia de Ação de Graças. Muito mais importante que o Natal. Nesta data é quando as famílias se reúnem, por isso muitas das escolas arranjam um jeito de não ter aula a semana toda, e preparam a comida típica do banquete para celebrar o que foi a comemoração da colheita entre os americanos nativos (índios) e os pilgrims e o fato de terem dominado a terra, cá entre nós.

Fizemos uma viagem, muito legal e que conferimos de perto todo o cenário do Thanksgiving. Para quem tem filhos, fica fácil. É só lembrar da história da Pocahontas (esse link é a história da verdadeira, não a da Disney).

A tradição do Thanksgiving, começou numa cidadezinha chamada Jamestown, na Virginia. Originalmente, eles dedicavam três dias rezando e agradecendo as bençãos. Por isso, que a comemoração acaba tendo um sentido parecido com o Natal.

Jamestown Settlement preserva a réplica do Susan Constant, o navio que trouxe os pilgrims para o novo mundo, o forte que foi o primeiro assentamento dos colonizadores e a aldeia com as ocas na qual os nativos – incluindo a doce Pocahontas – viviam. Tudo, claro, extremamente organizado, com diversas pessoas explicando o que era cada coisa, curiosidades, os fatos históricos.

Perto dali, tem uma outra cidade chamada Williamsburg e é considerada um living-history museumFundada no fim do século XVII, a cidade mantém as construções e parte dela sobrevive da representação da época colonial.

A cidade busca recriar costumes e mostrar como era a vida dos americanos e dos revolucionários num período pré Guerra Civil. Ao contrário de outros living-history museum, é possível caminhar pela cidade sem custo algum. Porém para visitar os prédios e construções e ver as pessoas trabalhando e as encenações, é necessário pagar. Como é “aberto”, não tem uma entrada específica, então fica confuso e falta informação. Mas de qualquer maneira, o passeio vale.

 

Ambas cidades possuem bastante informação disponível online (http://www.historyisfun.org e http://www.colonialwilliamsburg.com). Ficamos em Williamsburg porque tem mais opcão de hotéis, restaurantes e outras opções de entretenimento. Tudo é acessível, por isso, mesmo com criança, é um passeio tranquilo. Além disso, ajuda a explicar um pouco as tradições e comemorações da data.

E dentro do espírito de Ação de Graças, por que não aproveitar e refletir sobre tantas coisas boas que podemos agradecer?

Anúncios

Sobre Hearts and Minds

Avessa a mudanças, tive a grata surpresa de descobrir que tudo pode mudar. Menos as coisas mais importantes da vida. Porque aquilo que não toca no coração, não fica na mente.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

E em 140 caracteres

%d blogueiros gostam disto: