//
você está lendo...
Dicas

Clube das Mulheres

O Dia das Mulheres não poderia passar em branco por isso nosso almoço foi na Clube das Mulheres, como é conhecido o IWC (International Women’s Club) aqui de Delaware.

Sem excessão todas as mulheres que foram expatriadas para cá me disseram que uma boa forma de me adaptar por aqui era participar do grupo. A razão é simples, ouvir e dividir que as dificuldades de chegar num país diferente – com tudo o que isso significa – não são só suas. Parece óbvio mas faz muita diferença saber que é normal tanto as dificuldades quanto os sentimentos conflitantes. Muitas vezes nos sentimos pressionados em estar feliz por ter uma experiência como essa, mas as pequenas adaptações do dia a dia nos deixam muito tristes, frustadas, preocupadas e saudosistas.

Foi por essa razão que três americanas, em 1988, recém chegadas de sua experiência na Europa como esposas de expatriados começaram a ajudar voluntariamente os imigrantes na região Wilmington, DE. Essas doces mulheres, que tive o prazer de conhecer, davam o melhor que podiam para tornar a adaptação dessas pessoas, e em especial das mulheres, mais fácil. Suas experiências. Coisas simples como acompanhar as compras do supermercado, explicar como funcionavam os eletrodomésticos da casa ou levar para conhecer as principais lojas.

Parece bobagem, mas o meu forno, por exemplo, tem uma tecla especial para pré-aquecer, além de uma espécie de ventilador interno para distribuir melhor o calor. Descobri como usá-los no Thanks Giving, onze meses depois que eu cheguei. A casa que moramos tem ar condicionado central e levamos algumas semanas para acertar o equilíbrio entre a temperatura e umidade, o que levou o pequeno – na época com 3 meses – ao pediatra com rachaduras na pele. Outra bobagem é o alarme de incêndio que fica apitando, até você descobrir que precisa somente trocar a pilha.

Tive a sorte de encontrar pessoas maravilhosas durante meu primeiro ano aqui que tornaram minha vida mais fácil e não consigo nem pensar o que seria da minha vida sem elas por aqui. O que me fez pensar da importância dessa iniciativa, quantas pessoas se sentiram acolhidas, ou menos abandonadas, durante seu período fora de casa.

Mas sem pensar na dificuldade inicial, o grupo traz uma experiência única e muito rica. O acesso a diferentes culturas. O clube oferece às suas sócias aulas de línguas (inglês – claro – francês, espanhol, japonês), yoga, crafts, além de organizar pequenos passeios para cidades próximas.

Tudo isso só reforça o que realmente acredito. Embora, em algum momento, ter um único dia especialmente dedicado às mulheres fazia sentido, todos os dias são especiais. Acredite!

International Women Club – St Joseph’s Church – 10 Old Church Road, Wilmington, DE 19807

Fotos: Andreza Peticacis

Anúncios

Sobre Hearts and Minds

Avessa a mudanças, tive a grata surpresa de descobrir que tudo pode mudar. Menos as coisas mais importantes da vida. Porque aquilo que não toca no coração, não fica na mente.

Discussão

5 comentários sobre “Clube das Mulheres

  1. Fabi, Adorei o artigo!
    E é tudo muito verdadeiro… Morri de rir quando li sobre o alarme, pois passei por isso!!! rsrs

    Beijos e parabéns pelo Blog!
    Andreza

    Publicado por Andreza | março 12, 2012, 3:00 pm
  2. Tb tive problemas com o ar condicionado, e até hj não sei usar direito meu fogão…hahahaha Bjinhos

    Publicado por Christine | março 13, 2012, 9:15 pm

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Nationality Lunch « Hearts and Minds - novembro 5, 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

E em 140 caracteres

%d blogueiros gostam disto: